Como anda o #projetodançar?

Acho que quando assumimos um compromisso público, precisamos matar a cobra e mostrar o pau. E como alguém que ainda não estabeleceu parâmetros muito claros com o próprio corpo eu devo dizer: meu primeiro projeto falhou totalmente. Eu consegui seguir a Reeducação Alimentar por mais ou menos um mês, mas o emagrecimento foi irrisório. Perdi 2,5 kg que recuperei no primeiro dia do lixo. Fail.

A academia estava complicado porque, com o peso extra, tudo doia demais. Até mesmo o alongamento fica difícil. Então eu acabei desistindo. E ganhando mais incríveis 3 quilos!

Incrível como podemos engordar rápido, bem rápido. Mudei algumas coisas no trabalho, fiz algumas modificações na vida e lá estavam eles. ALém do que eu já tinha emagrecido. Então, precisei realmente mudar de estratégia.

Acabei optando, depois de muito pensar e refletir com a minha médica, Dra. Eneide, pela dieta low carb. Isso porque eu já emagreci com  uma parecida (a Dukan, que não podia nem vegetais) e foi a única dieta até hoje que me trouxe resultados reais. Decidi isso no dia 9 e no dia 10 iniciei a dieta.

A dieta low carb é de baixos carboidratos. Posso comer a maioria dos legumes e verduras, alguns tuberculos (como batata doce e batata baroa) e algumas frutas (como morango e abacate), além de todas as gorduras possíveis e imagináveis. Eu não sou muito das gorduras, então estou ainda optando por gorduras como a manteiga, o óleo de coco e o abacate. As proteínas são liberadas, mas claro que tudo precisa de parcimônia nessa vida.

Nos primeiro dias eu senti  o que chamam de “gripe low carb”. São como sintomas da gripe, tipo dores de cabeça, no corpo e fraqueza por uns quatro ou cinco dias. Depois isso passou. Senti isso da primeira vez que fiz a low carb também, mas eram piores porque nenhum carboidrato era de fato tolerado. Também tirei férias da academia nesse primeiro mês. Preciso me adaptar à nova dieta e pretendo, depois que voltar a treinar, colocar alguns carboidratos de baixo índice glicêmico antes do treino. Eu gosto de treinar e acho dificil ficar sem isso, mas a tal da gripe me fez ver que era melhor esperar um pouco.

Então, o prazo também foi repensado. Agora vou seguir até o dia 10 de novembro e eliminar 20 quilos (os 17 e mais os 3 que engordei depois) em quatro meses. Essa dieta costuma ser bem rápida, então estou confiante que consiga em quatro meses (das outras vezes foi assim). Também estabeleci um  dia de refeição (só uma) livre, para chocar um pouco o organismo e não me sentir tão fora do mundo real. Só pode uma, uma vez por semana, de preferencia quando sair como mozão.

Ou seja, não desisti, só mudei de estratégia. A vida é isso aí mesmo, não tem muito jeito. Precisamos nos adaptar se as coisas não estão funcionando. Sempre lembro da música e do clipe da Pink “Try” (que coloco abaixo). Tem que levantar e tentar, tentar, tentar. Para ver todas as diretrizes da nova estratégia clique aqui.

 

Para acompanhar a minha saga no dia a dia, acompanhe meus Stories em @andreapavlo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s