Escolha a vida que quer ter

Sou fã das paradas e da vida simples. Apesar de adorar um brilho e um glamour, gosto disso de uma maneira que não me tire do meu controle. O mundo anda tão cheio de informação que às vezes eu piro. Eu, Áries com ascendente em Peixes, Dragão de Fogo no chinês e filha de Iansã. Acostumada com raios, trovões e tempestades. Agora só estou esperando a calmaria.

Quero continuar a minha vida assim. Com banhos de mar, caminhadas sem pressa na praia. Mas compromissos em São Paulo e castings e posts no blog e shottings. Quero o melhor dos dois mundos e andei me perguntado: por que não? O que nos impede de ter a vida que realmente queremos? Por que não aceitamos o fácil, o acessível e ficamos almejando uma vida que não existe, lá na frente?

Eu digo. A nossa cabeça. A nossa mente. Ela elaborou, lá atrás na história da sua vida, um cronograma. Uma lista de coisas que você TINHA QUE fazer. Ela queria duas faculdades, uma pós-graduação. Ela queria um casamento, um cachorro, dois filhos – um menino e uma menina para viver todas as experiências. Ela queria um corpo perfeito, sem sobras e nem excessos. Músculos fortes.

O problema dessa “vida” é manutenção. É como ganhar um carrão no shopping, no sorteio de fim de ano. Você, lutando pra pagar as contas, decide que vai ficar com o carro e passear por aí ostentando. Mas aí tem a gasolina – carrão sempre bebe muito. Tem o IPVA, tem o seguro – porque o mundo anda muito perigoso – tem a manutenção. Tem os faróis de milha que não eram item de série e você não vive sem. Tem tanta coisa que lá pelas tantas você se arrepende de ter colocar o maldito cupom na urna.

A vida “perfeita” é assim. Se você quiser, o Universo te dá qualquer coisa, tudo o que quiser. Um emprego, um corpo, qualquer coisa. É só – e aqui o só é irônico mesmo – focar. Força, foco e fé. E aí começam as cobranças da cabeça.

Mas eu comi um pedaço de ovo de Páscoa. Mas eu não encontrei o cara certo. Mas eu tenho altos e baixos emocionais e não consigo focar desse jeito. Mas eu, eu, eu…as coisas param de fazer sentido. Você continua insistindo, querendo fazer com que todas as áreas andem juntas, como um grande batalhão de soldados armados e perigosos. “Eu vou pra cima” , branda aos quatro ventos. E consegue. Sempre conseguimos. Ganhamos o carro no shopping. Mas e aí? O que fazemos com o resto?

Queremos manter isso? Sim porque manter o corpo magro depois da dieta é o mais complicado. Manter as contas pagas do apartamento caro, do carro de luxo e de tudo mais é muito complicado. Começamos a entregar outras coisas: o tempo em casa, o tempo com as crianças. A irritação com o cachorro. Sai da frente marido, eu preciso tomar um banho que estou atrasada, quando ele só precisa de um abraço. Não preciso fazer as unhas essa semana. Não vou mais naquela academia, é muito longe. Não vou mais fazer essa coisas idiotas que são “as minhas coisas”.

E o tempo passa. As crianças crescem. O cachorro morre. O marido vai embora com a secretária. Você está se sentindo mal na maior parte do tempo, doí tudo. Já não tem vontade de levantar da cama de manhã e um dia de domingo, chorando depois de dormir 12 horas você se pergunta: onde foi que eu errei?

Pois é. Cometeu o pior erro de todos. O erro de não cuidar de si mesma. O erro de acreditar nas metas e sonhos da sua cabeça e não do seu espírito, da sua alma. Para a alma, uma xícara de café quente e uma conversa na cozinha – mesmo que simples – da sua casa valem mais que uma viagem ao Caribe. Um mergulho no mar, no meio da semana, para bater um papo com Iemanjá e contar da sua vida, valem mais que passear com o carro de luxo.

Quando você está lá, conectada com você, num banho de mar, você não pensa em comer mais. Você não pensa em comprar mais. Você não pensar que precisa ser mais para mostrar pra seus pais ou para a sociedade que você “deu certo”. O inferno dos outros desaparece instantaneamente. Você é só você e esse é o sentido da vida. A vida é isso, e não um monte de metas de coaching. A vida é o que acontece no seu dia a dia e isso é uma escolha diária. É dormir sem dores de estômago e aposenta o Buscopan. É não ter dores nos pés e nem mágoas do passado. É quando entregamos tudo para Deus, aquele em que realmente acreditamos e sentimos, e vivemos. Um dia de cada vez. Sempre acreditando.

Mudar é isso. Começa dentro e toma conta de todo o seu ser. A verdadeira luta é pela mudança de paradigma e de consciência das pessoas. Sua, principalmente. Isso já é trabalho suficiente. Acredite.

5 comentários sobre “Escolha a vida que quer ter

    • Susana Martinho disse:

      Eu acredito que as metas podem ajudar. Contudo, têm de ser definidas com o está de acordo com a nossa essência. Têm de estar alinhadas com o nosso SER. Com aquilo que sentimos e que vai para além da nossa mente… Essas histórias, regra geral, são elaboradas pelo Ego, daí a sensação de nenhuma combinar com a Bia. Resta saber quem é a Bia e o que a deixa realmente feliz! 🙂

      Curtido por 1 pessoa

      • Andrea Pavlo disse:

        Sim, resta saber quem é a Bia. Porque eu sou a Andrea… rsrs…mas entendo o que quer dizer. Esse texto é justamente sobre essa elaboração. Obrigada pelo comentário. Beijo

        Curtir

      • Susana Martinho disse:

        Eh eh! 🙂 Pois, a Andrea é a autora do texto é a Bia a autora do comentário, que eu comentei! 😀
        De qualquer modo, pelo que li no texto, a Andrea também anda a fazer por se conhecer. E aqui a Susana, também anda nesse processo de autoconhecimento e descoberta! 😉
        E é mesmo assim: se cada um fizer a sua parte, já muito trabalho é feito! É o trabalho de uma Vida!
        Um beijinho*

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s