Eu: no meu lugar e tudo sobre o Workshop Stand Out em SP

Hoje acordei nervosa. Vou fazer uma tatuagem nova. Uma que vai fechar, com chave de ouro, um ciclo de doença e caos. Um ciclo para o qual eu não vou voltar nunca mais, mas que vou precisar vigiar para sempre. Um lado negro meu, que foi devidamente dominado. Não, não é que ele tenha morrido.Continuar lendo “Eu: no meu lugar e tudo sobre o Workshop Stand Out em SP”