Vivendo e aprendendo a jogar

Pense agora numa grande respirada. Um suspiro profundo que traz o ar para os seus pulmões e tira uma tonelada de lixo. Mágoas, frustrações, medos… todos frutos do desconhecimento de si mesmo. O si mesmo. Esse grande monstro do Lago Nercy (será que é assim que se escreve?), um buraco cheio de entranhas, espaços escuros,Continuar lendo “Vivendo e aprendendo a jogar”

Você é o que foi feita para ser

Sempre me cobrei muito. De todas as formas possíveis. De não ter chegado lá, de não conseguir perder peso, de não ganhar o suficiente para uma viagem para a Tailândia e daí por diante. Em 2012 eu estava no auge da minha carreira de psicóloga. Meu consultório estava cheio, mal tinha horários disponíveis. Eu comiaContinuar lendo “Você é o que foi feita para ser”

Quando não podemos desistir

Hoje eu não estou muito bem emocionalmente. E sim, estou acostumada com isso. Só que antes eu não me tocava que isso era necessário e só uma coisa que passava. Passa. Mas enquanto não passa é bom saber dos por quês. Lembro de quando fazia um tratamento para emagrecer -sempre isso – com um médicoContinuar lendo “Quando não podemos desistir”

Primeiro aniversário do blog

“Você não sabe o quanto eu caminhei para chegar até aqui / percorri milhas e milhas antes de dormir / eu não cochilei / os mais belos montes escalei / nas noites escuras de frio chorei” – Cidade Negra   Um ano. Um ano de blog. Alguns meses como modelo plus size, ainda bebezinha. Mas,Continuar lendo “Primeiro aniversário do blog”

Tirando o estigma das doenças mentais

Cara Delivigne, uma famosa modelo, resolveu falar sobre isso. Demi Lovato, cantora pop internacional, também. Cada uma passou por isso de uma maneira diferente mas, no final, todas tiveram o que já é considerado o mal do século: a depressão. A minha começou aos 21 anos. Mas foi difícil de diagnosticar porque foi uma depressãoContinuar lendo “Tirando o estigma das doenças mentais”