Tempo de primavera – como recomeçar depois de um rompimento

No dia seguinte os olhos não querem abrir. E quando abrem, e vem a certeza de que está tudo acabado, imediatamente a angustia volta. Perdi a conta das vezes em que me senti assim, mas continuo seguindo.

Amor é isso. Amor em tempos líquidos, em que tudo é motivo pra desanimar, para enjoar do outro é pior ainda. Nada aconteceu. “Mas estava tudo bem…”você repete para si mesma mais de um milhão de vezes durante o dia. Não entendo.

Não entender é um passo para ficar preso. Não queira entender. Às vezes só precisamos aceitar e seguir em frente. Perceber que existem forças maiores agindo. Um milhão de forças com as quais você não tem a menor chance. E nem estou falando de macumba, de bonecos de vudu, estou falando de outras forças.

A força da cultura do outro. A força dos traumas de infância. A força da falta do amor, das traições, dos dias infelizes do outro. Quando terminamos uma relação, terminamos com uma parte de nós mesmos. Terminamos com sonhos que, muitas vezes, só fizemos na nossa cabeça. Acabamos desmontando um castelo de cartas.

Não se deixe enganar. O mundo não acabou. Sim, eu sei que parece, por enquanto. Mas o mundo segue e sempre seguiu. E a vida, essa danadinha, nos traz novas oportunidades quando queremos, de verdade, amar e sermos amados.

Tire o pó das coisas das quais você abriu mão pelo amor. A ginástica, a meditação, a dieta. Reveja seus planos profissionais, planeje uma viagem, mude a cor do cabelo. Volte toda a sua atenção para si mesma, seja bem, bem egoísta. Não é hora de ouvir as lamúrias dos amigos no Whatsapp. Não precisa fazer nada que você não queria. Sente-se com um café quente e repense a decoração de casa. Passe horas escolhendo um novo papel de parede e novas almofadas. Assista filmes que ele odiava e leia os livos que ficaram pela metade. Limpe os armários da cozinha e o freezer da chipa de queijo que ele adorava –  e que agora serão o lanche dos seus sobrinhos. Passeie no parque, volte a correr, volte a ser você mesma.

No final a gente percebe que precisava disso. Precisava cuidar melhor de si mesma. Precisava mudar o hidratante e acordar mais cedo. Precisava de si mesma mais do que precisava do outro.

E aí, quando menos se espera, é primavera. De novo!

andrea_pavlo_tempo_de_primavera_flor

2 comentários sobre “Tempo de primavera – como recomeçar depois de um rompimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s