Hygge e o segredo da Dinamarca

andrea-pavlo-hygge-e-o-segredo-da-dinamarca-livroEu sempre tive curiosidade de ler “O Segredo da Dinamarca”, esse livro escrito por Helen Russel, uma inglesa que foi viver por lá. Sempre ouvi falar que os dinamarqueses eram o povo mais feliz do planeta, mas nunca tinha me tocado porque isso ganhou o mundo e as páginas do Pinterest de uma maneira tão espetacular. Até que fui ao aniversário de um priminho e vi que toda a decoração era escandinava. Fiquei apaixonada pela mistura de simplicidade e sofisticação, conforto com ares de “lá em casa”. Não tinha ostentação, mas tinha tradição e eu, confesso, já tinha até comprado uma cabeça de unicórnio para o meu escritório. Faltava mesmo ler o livro.

Ela divide os capítulos por meses e vai explicando as lições de cada mês. Passa por todas as áreas da vida: relacionamentos, amizades, relação com o governo, escolas, filhos, dinheiro e tempo. E, no meio do ano, você já está praticamente de malas prontas para lá.

Mas eu nasci num pais tropical e a família está toda aqui. Eu não seria feliz com a família longe, então minha sina é viver aqui mesmo. Mas confesso que algumas lições ficaram e eu já comecei um processo de transformação, influenciada pelo livro.

Primeiro o conceito maravilhoso de hygge. Essa palavra não tem uma tradução – mais ou menos como saudade em português – mas quer dizer conforto, lar, casa. É aquela sensação gostosa de estar em casa. Uma casa bonita, arrumada, mas ao mesmo tempo simples e muito, muito confortável. Se você jogar essa palavra no Pinterest já citado, vai encontrar um monte de fotos de lugares aonde, com certeza, eu gostaria de estar.

nathan-dumlao-592020-unsplash.jpg

Os dinamarqueses, segundo a Helen, são excêntricos. Mas tem uma coisa que eu admiro muito que é o respeito. Respeitam uns aos outros, respeitam o governo, respeitam as instituições e respeitam as tradições. Ela brinca em muitos momentos no livro que basta eles fazerem uma coisa duas vezes seguidas, na mesma época, que vira uma tradição. Isso faz com que todos possam confiar. Confiam que um governo legal vai cuidar do que precisam, enquanto pagam metade do que ganham em impostos. Confiam na educação das crianças e confiam no vizinho para limpar a neve da porta por algumas semanas. Isso cria uma sensação de comunidade que eu invejei em muitos momentos.

O tal hygge, bem, eu já estou implementando em casa. Não somente copiando – na cara larga – a decoração estilo escandinavo (depois eu mostro o antes&depois da reforminha que estou fazendo no meu apartamento) mas no conceito como um todo. Estou comprando mais alimentos frescos e cozinhando em casa. Estou limpando o meu espaço de excessos, mantendo só o que realmente for importante e deixando tudo, tudo muito mais confortável.

A vida fica mais leve. Já que não temos algumas das características que existem por lá, é legal copiarmos as possíveis. E torcer para que, um dia, o mundo todo seja uma grande Dinamarca.

#partiudinamarca

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s