Compromisso público: minha meta de emagrecimento #projetodançar

Uma coisa que venho percebendo é como as minhas recentes mudanças internas estão refletindo na minha mudança externa. Como ter entrado de cabeça no processo de cura da co-dependência – apesar de saber que ela nunca morre e eu terei que ficar de olho nela para sempre – e assim mudar o meu emocional de dentro para fora, está de fato refletindo na minha vida.

No começo de 2016 eu tinha voltado para a casa dos meus pais porque não estava dando conta de morar só. Estava envolvida com um homem que, além de não me assumir, ainda achava normal isso. O trabalho estava uma porcaria, eu estava fazendo coisas que não curtia e sentia falta de ser eu mesma. Estava engordando, me matando pra conseguir seguir o emagrecimento que eu tinha tido . Não estava ganhando dinheiro e meus amigos se restringiam à duas amigas do tempo da escola.

Ontem, deitada na cama eu pensei em como estou hoje. De volta a minha casa, com tudo organizado e no lugar certo.  Com esse blog, super adepta da causa #bodyopositive e com novos amigos bem sucedidos e felizes – ainda amo muito as minhas amigas do tempo da escola, mas deixar a carga da minha amizade só em cima delas era maldade minha. Namorando um cara super legal e fazendo planos reais com ele. De bem com a família, sabendo onde colocar cada pessoa daquele grupo. Enfim, tudo fluindo para o bem, apesar de eu ainda não estar onde realmente eu sei que posso e quero estar.

Mas uma das coisas que ainda preciso mudar é o corpo. Dois anos de um péssimo relacionamento, de idas e vindas emocionais, de crises e mais crises de choro e de, no final, uma cura da depressão e da co-dependência, me renderam todos os quilos que eu tinha eliminado de volta. E isso não é mais um problema por conta da estética, e sim, de verdade por conta da saúde.

Estou  20 quilos acima do que consegui chegar quando emagreci com Dukan.E isso está mesmo refletindo em mim, no dia a dia. Anteontem percebi isso quando subi uma escadaria íngreme na Vila Formosa. Subi muito devagar os degraus porque estava com saia comprida e salto e os degraus são muito antigos e mal feitos, então dá medo de cair. Portanto, não é que subi correndo. Mas quando cheguei lá em cima, não respirava.

Literalmente me faltou o ar. E isso me assustou muito. Comecei a perceber como ando relapsa. As dores nos pés me fizeram ficar seis meses parada e veio mais peso. Enfim, uma série de coisas me fizeram me desligar do corpo, até mesmo o fato de eu aprender a me amar e me aceitar como eu sou. Não vejo mais uma monstra no espelho, independetemente do meu peso, e aí fica mais difícil perceber essas coisas.

Percebi que evito sair para lugares que tenham que andar muito. Isso porque as dores nos pés pioram demais – claro, tem 20 quilos a mais em cima deles! Fico cansada mais fácil e tenho dores no corpo. Quando eu fiz essa dieta  em 2014/2015 eu sentia mesmo isso (mas infelizmente na época não foi por isso que eu emagreci e voltou tudo). E isso está me deixando realmente mal, por um motivo que é realmente cruel: eu não consigo mais dançar.

alexandre-tsuchiya-333897-unsplashEu vejo vídeos de dança o tempo todo. Eu tenho um par de sapatilhas penduradas no meu quarto e os meus chaveiros, todos são de sapatilhas. Mas eu não posso dançar, mesmo inscrita na academia, porque não aguento. E isso tem me deixado tão triste que meus olhos enchem de água quando eu falo ou penso nisso.

Então, a decisão é simples. Dieta low carb + exercícios físicos. Sem chororo, sem mimimi. Preciso mudar isso, preciso baixar o meu peso e voltar a me sentir bem de novo.

Pensei muito em como fazer isso. Pensei em fazer uma reeducação alimentar tradicional. Pensei em colocar um balão intragástrico, deixei os pensamentos voares. Mas aí pensei: o que eu quero de verdade? Quero brigar com a balança e com esses 20 quilos para sempre? Quero baixar e voltar a ter esse problema daqui a quatro anos, mesmo passando por restrições ? Não né. A minha consciência agora é outra.

Claro que precisarei comer menos e voltar a me exercitar de verdade – sem desculpas para não ir a academia, já que eu sei que isso vai me causar dores sim. Não vai ter como não diminiur a ingesta calórica e deixar de ter episódios em que é “ok” sentar na frente da TV com uma lata de Pringles cebola e creme – e se Deus fez alguma coisa melhor guardou só pra ele. Mas sei que, um dia, quando o peso voltar ao normal (ao meu normal, que fique claro) eu poderei até fazer isso de vez em quando. Bem de vez em quando e possivelmente nem vou querer mais fazer.

Preciso entender que dá pra ser feliz tendo uma alimentação que não me destrua. Não vou virar rata de academia e treinar de domingo – na real eu acho isso um sacrilégio. Mas posso sim acostumar meu corpo e a minha mente a ter uma vida saudável, mais magra e sem neuroses na hora de subir a porcaria de uma escada de merda.

Revoltei. Gosto quando fico revoltada. É uma energia a mais. Prepare-se, mundo, para me ver de calça legging e tênis por aí. Eu voltei!!

Meta: Eliminar 20 quilos
Prazo: 10/11/2018
Recompensa: voltar às aulas de dança e participar do espetáculo no próximo ano
Benefícios: melhorar condicionamento físico, acabar com as dores nos pés, melhorar a parte gástrica (pangastrite), baixar os índices de colesterol ruim (que está um pouco acima do limite), acabar coma gordura no fígado (esteatose).
Métodos: alimentação com baixa ingestão de açúcar e carboidratos (low carb) e rica em legumes, verduras e comida de verdade – zero fast food ou coisas do gênero até alcançar a meta. . Exercícios físicos 3x por semana (musculação + cardio + alongamento).

Quero deixar claro que eu já sigo orientação médica com uma cardiologista e geriatra que, inclusive, acabou de ver todos os meus exames (por isso eu sei desses índices que não estão legais). Depois vou até ver quais índices diretinho eu preciso baixar e fazer metas para eles também. Ah, uma # pra isso!! A minha será: #projetodançar (por motivos óbvios)

crew-22256-unsplash

 

PARTIU PALCO

Um comentário sobre “Compromisso público: minha meta de emagrecimento #projetodançar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s