Parando de ciclar

Me dei dois meses. Até o dia 19 de agosto. São dois meses só meus. Só com cuidados, academia, regulando a alimentação, cuidando dos meus exames médicos e da minha mente. Tenho cursos para fazer, livros para terminar ou até começar. Tenho uma casa para manter limpa. Uma casa interna e uma casa externa.

Ontem me vi triste. Esperando por coisas que vêm dos outros. De novo. Acordei, depois de dormir demais. De novo. E decidi que não, não é assim. Posso estar triste, é um direito que me assiste. Mas essa tristeza, ainda mais vindo de coisas dos outros, não pode mais me paralisar. Não pode me fazer dormir de maquiagem, não tomar os suplementos (o símbolo máximo da minha total redenção) ou passar da hora de levantar da cama. Não mais.

Parar de entrar e sair de ciclos infinitos, gerados pela co-dependência. Ter uma linha reta e manter o ego longe de confusão. Para isso preciso de tempo e de espaço. Preciso aceitar que o momento é mais meu do que nunca, e não por um período. É e será meu para sempre. E as pessoas vão entrar ou sair da minha vida com essa condição e não apesar dela.

1454972_844622872349624_3056131911413954445_nEu estava assim no meu aniversário de 40 anos. Estava plena. Sai um pouco disso com uma enxurrada de preocupações que, adivinhem, não eram minhas. Vindas de todos os lados, me cercando como zumbis. Decidi que não, não posso, não quero e não consigo mais viver entrando e saindo de ciclos em que, hora sou a atriz principal, hora sou a coadjuvante.

Levantei, olhei a agenda,mudei alguns planos. Coloquei a roupa da academia, reinstalei meu aplicativo da Boa Forma e vou pra vida. Bom Retiro, supermercado, buscar a bota no sapateiro. Sempre por cima. No meu pedestal.

 

 

 

 

“A segunda promessa da recuperação da dependência emocional: aceitamos o outro como ele é , sem tentar modificá-lo para atender as nossas necessidades”

Meditações diárias para mulheres que amam demais – Robin Norwood

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s